É necessário que seu navegador esteja com o javascript habilitado
logo
Documento sem título

PROGRAMAS:

Ações desenvolvidas pela Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento que visam ampliar ou diversificar as atividades rurais das propriedades do município, tornando-as sustentáveis e rentáveis ao homem do campo.


COMERCIALIZAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR:

O Programa de comercialização da Agricultura Familiar em Cachoeiro de Itapemirim é composto por diversos projetos que contribuem diretamente com os agricultores de forma que os mesmos comercializem de forma direta suas produções.

Estão inseridos no PROGRAMA COMERCIALIZAÇÃO DA AGRICULTURA FAMILIAR: O PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar, onde, por meio da Lei Federal nº 11.947/2009 os municípios devem adquirir no mínimo 30% (trinta por cento) da alimentação escolar da agricultura familiar local.

Os projetos de venda são apresentados pela CAF Cachoeiro - Cooperativa da Agricultura Familiar de Cachoeiro de Itapemirim, parceira de fundamental importância para o desenvolvimento do programa. O PAA - Programa de Aquisição de Alimentos, parceria com o Governo Federal por meio do Ministério do Desenvolvimento Social, onde mais de 170 agricultores participam do programa vendendo diretamente para o município e o mesmo entregando a diversas entidades que atuam nas áreas sociais. A CDA - Compra Direta da Agricultura Familiar, também com agricultores vinculados à Cooperativa da Agricultura Familiar de Cachoeiro de Itapemirim, compra diretamente da agricultura familiar, sem a interferência de atravessador. Também existe, por meio de convênio, a parceria entre o Governo do Estado do Espírito Santo e o Município de Cachoeiro de Itapemirim, a CEASA Regional Sul que possibilita a comercialização de agricultores de diversas localidades e Estados.

Em Cachoeiro existem também 03 (três) feiras livres, uma localizada no bairro Independência, a da Nova Brasília e na Praça de Fátima, sendo esta última com agricultores somente do município de Cachoeiro. Nesta feira também foi implantado o Programa Tíquete Feira, com valor semanal de R$ 15,00 (quinze reais) destinado aos servidores efetivos e celetistas que possuem salário de até 1.500,00 (hum mil e quinhentos reais) bruto. Todos estes projetos têm contribuído diretamente para o fortalecimento da agricultura familiar do Município.



AGROECOLOGIA:

O Programa Agricultura Orgânica tem objetivos abrangentes nos quais podem-se destacar alguns. O principal objetivo é produzir alimentos saudáveis sem a utilização de agrotóxicos ou derivados de produtos químicos ou sementes modificadas. Visa à sustentabilidade econômica, social e ambiental.

Além da valorização da unidade produtiva agregando valor a propriedade (fazendo, por exemplo, a rotação de culturas beneficiando a saúde do solo evitando o desgaste por utilizar a monocultura e aproveitando os recursos naturais), aos produtos oriundos dela e possivelmente uma certificação orgânica ao produtor caso não possua. Assim o produtor poderá comercializar um produto saudável sem a utilização de agrotóxicos, beneficiando tanto a sua saúde quanto a saúde do consumidor.

Outro ponto importante é levar ao conhecimento do produtor a questão da adubação orgânica com a utilização de esterco, restos animais e vegetais e compostagem e a adubação verde com o plantio de leguminosas que fornece nitrogênio ao solo, além do controle biológico que é um fenômeno natural, o qual consiste no controle do número de plantas e animais pelos seus inimigos naturais ou introduzidos.



SERVIÇO DE INSPEÇÃO MUNICIPAL - SIM:

A inspeção e fiscalização da produção industrial e sanitária dos produtos de origem animal, comestíveis e não comestíveis, adicionados ou não de produtos vegetais, preparados, transformados, manipulados, recebidos e acondicionados, depositados e em trânsito no município de Cachoeiro de Itapemirim- ES.

O Serviço de Inspeção Municipal - SIM certifica, inspeciona e monitora o funcionamento de diversos estabelecimentos, tais como: abatedouro e frigoríficos de suínos, caprinos, ovinos, aves, coelho e de outras espécies devidamente aprovadas para o abate, fábricas de conservas, de embutidos, charqueadas, entrepostos de carnes e derivados e fábrica de produtos de origem animal. Granjas leiteiras, postos de recebimento de leite, postos de desnatação, queijarias, usinas de processamento de leite e fábrica de entrepostos de laticínios são vistoriados e analisados pelo SIM. Os entrepostos de pescado e fábrica de conserva de pescado, entrepostos de ovos e fábrica de conservas de ovos, apiários, agroindústrias e processamentos artesanais também são certificados pelo SIM.



PECUÁRIA LEITEIRA:

Cachoeiro de Itapemirim é reconhecido como bacia leiteira e sede da maior cooperativa de leite do Estado, a Selita. O município tem cerca de 22 mil pessoas morando no meio rural, o que representa aproximadamente 10% da população vivendo no campo, sendo que 91,3% (noventa e um virgula três por cento) das propriedades rurais são de agricultores de base familiar, ou seja, toda a produção é realizada em família.

A Secretaria de Agricultura vem desenvolvendo alguns projetos dentro da área de pecuária leiteira, como o melhoramento de pastagens onde vários produtores receberam um kit composto de calcário, super fosfato simples, cloreto de potássio e semente de mombaça para que esses produtores estejam formando dois hectares de pastagem rotacionado. Outro projeto é o de melhoramento genético, onde o produtor faz um cadastro para participar do projeto, e quando o mesmo apresenta a documentação necessária para participar é contemplado com até 20 (vinte) doses de sêmen convencional, para que possa inseminar e realizar o melhoramento genético de dez matrizes selecionadas dentro do seu rebanho sendo 2 (duas) doses por matriz, o principal objetivo desse projeto é fazer com que o produtor produza na sua propriedade suas futuras matrizes e de uma excelente qualidade genética assim diminuindo custo de aquisição de matriz para fazer a reposição do plantel.

Trabalhando a área da alimentação e genética, temos bases para produzir um leite de qualidade, sendo assim a secretaria tem desenvolvido o Concurso de Qualidade e Sustentabilidade do Leite, onde tem como objetivo incentivar os produtores a produzir um leite de qualidade e com sustentabilidade, desta forma, conseguindo um melhor preço no seu produto além de premiar os três primeiros colocados.



AVICULTURA CAIPIRA:

A avicultura caipira de postura é de grande importância para a agricultura familiar do municipio de Cachoeiro onde o mesmo é o maio produtor de ovos caipira do Estado do Espírito Santo. A avicultura caipira é reconhecida por utilizar sistema semi-intensivo, as aves ficam no galpão onde estão localizados os coxos para alimentação, o fornecimento de água e os puleiros tendo acesso aos piquetes para pastagens.

Dentre os trabalhos realizados pela Secretaria estão a assistência técnica, a fiscalização quanto aos exames sanitários obrigatórios de acordo com a legislação, a regularização das agroindústrias de embalagens dos ovos, o apoio na formulação das rações balanceadas de acordo com a legislação, o acompanhamento técnico no controle de pragas e doenças e, no momento da implantação da granja, a orientação da compra dos pintinhos quanto à raça a ser adquirida.

Os principais meios de comercialização são as feiras livres, vendas diretas, supermercados e através de Programas de Vendas Governamentais como o PAA - Programa de Aquisição de Alimentos, o PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar e a CDA - Compra Direta da Agricultura.



CACHOEIRO MAIS AQUICULTURA:

O programa de aquicultura no município de Cachoeiro de Itapemirim - CACHOEIRO MAIS AQUICULTURA tem como objetivo principal a diversificação das propriedades rurais aqui existentes, assim fornecendo produtos de qualidade tanto para os produtores quanto para os moradores do meio urbano.

Atualmente o programa atende todos os nichos da produção aquicola, desde produção até o beneficiamento dos pescados produzida sendo a tilápia a espécie mais cultivada, principalmente por seu valor de filé.

As principais regiões produtoras atualmente são: Safra, Jabuticabeira, São Vicente, Boa Vista, Pedra Lisa e Tijuca.

Os principais meios de comercialização são as feiras livres, vendas diretas, supermercados e através de programas governamentais como: Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e Compra Direta da Agricultura (CDA).



APICULTURA:

A apicultura é hoje considerada uma das grandes opções para a agricultura familiar por proporcionar o aumento de renda, através da oportunidade de aproveitamento da potencialidade natural de meio ambiente e de sua capacidade produtiva.

A apicultura é a arte de criar abelhas, com o objetivo de proporcionar ao homem produtos derivados como o mel, cera, geléia real, própolis, pólen, e, ainda, prestar serviços de polinização às culturas vegetais. Visto isso a Secretaria de Agricultura vem desenvolvendo alguns projetos nessa área como o Apisfrut onde 30 produtores receberam um kit composto por fumegador, macacão, caixa ninho, melgueira, botas brancas, cera alveolada entre outros itens importantes para que o produtor possa iniciar a atividade em sua propriedade.

Os produtores que receberam o kit participaram de cursos teóricos e práticos para ter conhecimento básico. Pensando no beneficiamento a prefeitura tem investido em uma casa do mel para que os produtores possam estar beneficiando seu produto com qualidade e com selo de inspeção para comercializar em todo o município alem de entregar também para as compras governamentais.



CAFÉ DE QUALIDADE:

Executar projeto de consultoria técnica com os produtores de café no município de Cachoeiro de Itapemirim, visando criar alternativas técnica e informativa, melhoria das condições econômicas e sociais dos cafeicultores do Município de Cachoeiro de Itapemirim.


VALORIZAÇÃO E REGULARIZAÇÃO DAS AGROINDÚSTRIAS RURAIS:

O Programa de Valorização e Regularização das Agroindústrias Rurais visa desenvolver uma atividade econômica alternativa criando novas oportunidades de emprego e geração de renda no meio rural. Principalmente para as mulheres e jovens, pois a maioria dos empreendimentos são tocados por eles.

A Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (SEMAG) realiza orientações higiênico-sanitárias nas agroindústrias em acordo com as Legislações Específicas vigentes, a fim de que as agroindústrias consigam os registros nos órgãos, sendo eles MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), VISA (Vigilância Sanitária) ou SIM (Serviço de Inspeção Municipal), deste modo garante uma maior competitividade dos produtos artesanais rurais.

Atualmente são acompanhados 45 agroindústrias, sendo 20 delas de produtos de origem animal (8 agroindústrias de produtos lácteos, 4 agroindústrias de produtos cárneos, 6 agroindústrias de ovos e derivados, 1 agroindústria de pescados e derivados e 1 agroindústria de mel e derivados), sendo que dois desses empreendimentos são agroindústrias comunitárias coletivas. As agroindústrias de produtos de origem vegetal são ao todo 25 (14 agroindústrias de panificação, destas 5 agroindústrias são empreendimentos coletivos, 2 agroindústrias de massas alimentícias, 1 agroindústria de derivados de cana-de- açúcar, 2 agroindústrias de beneficiamento de café e 2 agroindústrias de farinhados).

Os produtos artesanais rurais são encontrados nas feiras livres municipais, mercados locais, além de fazer parte das entregas das políticas públicas (PAA - Programa de Aquisição de Alimentos, PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar e CDA - Compra Direta da Agricultura Familiar).

Para se inscrever no programa basta encaminhar-se à Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento situada na Av. Monte Castelo, 60, Bairro Independência (Pátio do Fórum, Prédio do Sindicato Rural) ou pelo telefone (28) 3521-1147.



Copyright © 2013 Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - Todos os direitos reservados
Praça Jerônymo Monteiro, 28 - Centro - Cep.: 29300-170 | SAC 156 - Tel.: 28 3155-5237