É necessário que seu navegador esteja com o javascript habilitado
logo

Guarda já atua sem armas de fogo nesta quinta (25)

Publicada em 25 de maio de 2017

O sistema de trabalho foi alterado a partir de determinação do Tribunal de JustiçaO sistema de trabalho foi alterado a partir de determinação do Tribunal de Justiça

Em Cachoeiro, a Guarda Civil Municipal recebeu oficialmente, na tarde desta quinta-feira (25), a notificação do Tribunal de Justiça para recolhimento das armas de fogo da corporação. A partir disso, a atuação dos guardas foi automaticamente alterada pelo município.

A decisão foi emitida pelo desembargador Samuel Meira Brasil Junior, após solicitação do Ministério Público. A prefeitura já acionou o TJ-ES e apresentou recurso, por parte da Procuradoria Geral do Município.

De acordo com o secretário municipal de Defesa Social, Ruy Guedes, os agentes voltam a trabalhar no sistema anterior a 6 de fevereiro. Foi nessa data que o juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública, Robson Louzada Lopes, autorizou o uso provisório do armamento, após solicitação do prefeito Victor Coelho.

Na época, a segurança pública em todo o território capixaba estava comprometida pelo movimento que paralisou o trabalho da Polícia Militar. A então decisão do juiz permitiu que a Guarda atuasse de modo ostensivo, com rondas, atendimento de ocorrências via Ciodes 190, operações e prisões.

“Os agentes realizaram, principalmente nesses 100 dias, um trabalho de extrema importância para Cachoeiro, e o cidadão reconheceu o empenho diário da corporação. Fomos todos muito bem acolhidos pela população, e, agora, mesmo com as restrições, o empenho permanece”, ressalta Guedes.

Sem o uso da arma de fogo, vão continuar as atividades de rotina, como o patrulhamento nas unidades de ensino, por meio do Ronda de Prevenção Escolar (Rope); e nas comunidades e a proteção aos prédios do patrimônio público. Há restrição quanto a acionamentos pelo Ciodes e nos horários de atuação.

Curso

Paralelamente às ações do campo judicial, seguem os procedimentos para início do curso de formação funcional, a ser realizado pela Academia da Polícia Civil (Acadepol), previsto para o último trimestre deste ano. Entre as disciplinas a serem ministradas está o aperfeiçoamento em tiro.

O curso foi viabilizado a partir de convênio de cooperação mútua proposto pela prefeitura ao governo estadual. A proposta foi apresentada pelo prefeito Victor Coelho durante reunião com secretário de estado de Segurança Pública e Defesa Social, André Garcia, no último dia 17 de abril, em Vitória.

Metas

Recentemente, as secretarias municipais de Defesa Social, de Comunicação Social e de Gestão de Transportes finalizaram uma série de metas acordadas entre a prefeitura e a 1ª Vara da Fazenda dentro dos procedimentos para manutenção das armas. A lista foi definida e anunciada no último dia 6 de abril, durante encontro entre o prefeito e Robson Louzada Lopes.

Nove metas estavam listadas, voltadas para os órgãos de controle externo e interno da Guarda, respectivamente Ouvidoria e Corregedoria: lotação de servidores, instalação da sede em local próprio; transferência do mobiliário; criação de logo publicitária; plotagem para veículo e material de papelaria; elaboração e implantação das páginas de internet; elaboração de texto com missão, visão e valores; treinamento da equipe de apoio; e proposta de lei municipal com o regimento e processo disciplinares da Guarda.

O prédio que recebeu as novas instalações dos órgãos de controle externo e interno é mantido pela FDCI no bairro Ferroviários. A instalação ocorreu no último dia 9, durante solenidade no local com presença do prefeito, secretários municipais e representantes da Guarda. Foi entregue também o novo veículo da Ouvidoria, cedido pela 1ª Vara Criminal.

Copyright © 2013 Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - Todos os direitos reservados
Praça Jerônymo Monteiro, 28 - Centro - Cep.: 29300-170 | SAC 156 - Tel.: 28 3155-5237