É necessário que seu navegador esteja com o javascript habilitado
logo

Conheça as formas de atuação da moto-fumacê em Cachoeiro

Publicada em 21 de maio de 2019

Um dos modos de é o Ultra Baixo Volume (UBV)Um dos modos de é o Ultra Baixo Volume (UBV)

Utilizado pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus) como reforço no combate a mosquitos em Cachoeiro de Itapemirim, o serviço de moto-fumacê é executado de duas maneiras.

De acordo com a Vigilância Ambiental, quando a moto-fumacê tem vazão para trás, é realizado o serviço de termonebulização, que passa somente uma vez em cada rua, gerando uma neblina suspensa que, com o contato com os insetos vetores, tem o efeito de eliminação.

A outra forma de atuação da moto fumacê, segundo o órgão ligado à Semus, é o Ultra Baixo Volume (UBV), cuja vazão, no veículo, é lateral, com ângulo de 45 graus para cima, que passa nos dois lados da rua, criando uma névoa que fica suspensa no ar, podendo, assim, atingir letalmente o inseto vetor.

A mistura para a termonebulização é feita à base de óleo e inseticida, o que produz a fumaça que pode ser vista.

Já no UBV, que é utilizado nos bairros com maior índice de notificações de suspeita de dengue, a substância, aplicada pelo moto-fumacê, é à base de água e inseticida, gerando partículas muito pequenas, que não são tão visíveis quanto as da termonebulização.

"Como resultado, há uma redução rápida da população adulta de Aedes e alto rendimento com maior área tratada por unidade de tempo", frisa o gerente da Vigilância Ambiental, Fábio Gava.

Ao todo, 42 bairros e um distrito são visitados em maio

Ao longo deste mês, o ciclo de combate a mosquitos com o uso de moto-fumacê atenderá a 42 bairros e a um distrito, cada qual com quatro visitas. Coordenado pela Vigilância Ambiental, o cronograma prioriza os locais com maior índice de infestação.

O alvo principal é o pernilongo Culex (que causa incômodo por conta de seu zunido e por suas picadas provocarem mais irritação), encontrado em grande quantidade na coleta de campo feita pelos técnicos do Núcleo de Entomologia e Malacologia (Nemes) da Unidade de Vigilância de Zoonoses (UVZ) do município.

Desta vez, no entanto, o intuito da moto-fumacê é intensificar o trabalho de diminuição da circulação do mosquito Aedes aegypti, que já é alvo de outras ações permanentes de combate conduzidas pela Semus. Transmissor da dengue, chikungunya, zika vírus e febre amarela, ele se reproduz em qualquer época do ano e em água parada suja ou limpa.

Confira o cronograma deste mês:

Dia 21

Vila Rica, Coramara, Rubem Braga, Village da Luz, Bom Pastor, Zumbi, Alto Eucalipto, Abelardo Machado e Novo Parque

Dia 22

Aeroporto, Agostinho Simonato, Valão, Amaral, Amarelo, Alto Amarelo, Basileia, Maria Ortiz, Santo Antônio, Centro, Gilberto Machado, Recanto, Boa Esperança e Jardim Itapemirim

Dia 23

IBC, Rui Pinto Bandeira, Boa Vista, Arariguaba, Bela Vista e Baiminas

Dia 24

Parque Laranjeiras, São Francisco de Assis e Paraíso

*Ainda nesta semana, será definido o itinerário para a última semana de maio.

Copyright © 2013 Prefeitura Municipal de Cachoeiro de Itapemirim - Todos os direitos reservados
Praça Jerônymo Monteiro, 28 - Centro - Cep.: 29300-170 | SAC 156 - Tel.: 28 3155-5237